sábado, 28 de agosto de 2010

Leia com atenção, lendo e pensando, preciso de muito de você.

O mundo não vai acabar em 2012 

Por Carlos Barrios 

Carlos Barrios nasceu em uma família espanhola de El Altiplano. Sua casa era de Tenango Huehue, também a morada da tribo Mam Maya. Maya com outros e outros detentores de tradição indígena, o Mam transporta parte dos antigos caminhos de Turtle Island (EUA). 

Eles são detentores de tempo, as autoridades em calendários notáveis que são antigas e relevantes. Sr. Barrios é um historiador, um antropólogo e investigador. Depois de estudar com os anciãos tradicionais por 25 anos desde a idade de 19, ele também se tornou um Ajq'ij Maia, um padre cerimonial e guia espiritual, Eagle Clan. 

Anos atrás, junto com seu irmão, Gerardo, Carlos iniciou uma investigação sobre os diferentes calendários maias. Ele estudou com vários professores e com seu irmão Gerardo, entrevistaram cerca de 600 idosos tradicionais maia para alargar o seu âmbito de conhecimento. 


Ele explica que; "Os antropólogos não lêem os sinais corretamente. E o que dizem faz parte apenas sua imaginação ... Outras pessoas escrevem sobre a profecia no nome dos Maya. Dizem que o mundo vai acabar em dezembro de 2012. Os anciãos maias estão irritados com isso. O mundo não vai acabar. Ele será transformado. São os indígenas têm os calendários, e sabem interpretar corretamente não, outros . 

À compreensão dos calendários maias de tempo, as estações e os ciclos provaram serem grandes e sofisticados. Maya compreende 17 calendários diferentes, alguns deles com precisão o tempo desenhando sobre uma extensão de mais de dez milhões de anos. O calendário que tem vindo a chamar a atenção global desde 1987, é chamado de Tzolk'in ou Cholq'ij. 

Planejado há séculos e com base no ciclo das Plêiades, que ainda é mantida como sagrado. Com os calendários indígenas, os povos indígenas têm mantido a par de importantes pontos de inflexão na história.

 Sr. Barrios diz, "Nós estamos em um momento em que o braço direito do mundo materialista está desaparecendo, lenta mas inexoravelmente. Estamos no auge da época em que a paz começa, e as pessoas passam a viver em harmonia com a Mãe Terra. Não estamos mais no mundo do Quarto Sol, mas ainda não estamos no mundo do Quinto Sol. Este é o tempo in-between, o tempo de transição. Porque nós passamos por uma transição colossal, a convergência global de destruição ambiental, o caos social, guerra e mudanças na Terra em curso. " 

 "Tudo vai mudar." Ele disse que os detentores do conhecimento maia indicam a 21 de dezembro de 2012 data como um renascimento, o início do Mundial do Quinto Sol. "Será o início de uma nova era resultante e significada pelo meridiano solar atravessando o equador galáctico, ea terra se alinhar com o centro da galáxia. 

Ao nascer do sol em 21 de dezembro de 2012, pela primeira vez em 26 mil anos, com o Sol nasce a ação da interseção da Via Láctea e do plano da eclíptica. Esta cruz cósmica é considerada a personificação da árvore sagrada, A Árvore da Vida, uma árvore lembrada nas tradições de todo o mundo espiritual. " 

  
Alguns observadores dizem que esse alinhamento com o coração da galáxia, em 2012, será aberto um canal para a energia cósmica fluir através da terra, limpando-o e tudo o que habita nele, elevando todos a um nível mais elevado de vibração.

Este processo já começou, o Sr. Barrios sugeriu. "A mudança está acelerando agora, e vai continuar a acelerar." Se o povo da terra pode chegar a esta data de 2012 em boa forma, sem ter destruído muito da Terra, o Sr. Barrios disse: "Vamos subir a um nível novo e mais elevado. Mas para chegar lá é preciso transformar enormemente poderosas forças que pretendem bloquear o caminho. "

Um retrato da estrada:

Desde a sua compreensão da tradição e dos calendários maias, o Sr. Barrios ofereceu uma imagem de onde estamos e o que pode estar na estrada. A data indicada no calendário de Solstício de Inverno no ano de 2012 não marca o fim do mundo. Muitas pessoas de fora escrito sobre o calendário maia sensacionalismo desta data, mas eles não sabem. Os que conhecem e sabem, são os anciãos indígenas que estão encarregadas de manter a tradição.

"A humanidade vai continuar", afirma ele, "mas de uma maneira diferente, a estrutura Material vai mudar. A partir disso, havrá a oportunidade de ser mais humano. Vivemos na era mais importante do calendário maia e profecias. Todos os profecias do mundo, todas as tradições, estão convergindo agora. Não há tempo para os jogos. O ideal espiritual desta época é a ação. Muitas almas poderosas têm reencarnado no presente época, com muita energia. Isto é verdadeiro em ambos os lados , a luz ea escuridão.
....
Uma chamada para a fusão:
Como ele se reuniu com o público em Santa Fe, o Sr. Barrios contou uma história sobre a mais recente cerimônias maias Ano Novo em. Ele disse que um ancião respeitado, que vive todos os anos em uma caverna da montanha solitária, viajou para Chichicastenango para falar com as pessoas na cerimônia. O ancião entregou uma mensagem simples e direta. Ele instigou os seres humanos a se unirem em prol da vida e da luz. Agora cada pessoa e grupo vai a sua própria maneira. O ancião das montanhas disse que há esperança, se as pessoas da luz podem se reunir e se unir de alguma forma.

Refletindo sobre isso, Sr. Barrios explicou: "Nós vivemos em um mundo de polaridades: dia e noite, homem e mulher, positivo e negativo. Luz e escuridão precisamos uns dos outros. Eles são um equilíbrio. Só que agora o lado negro que é muito forte , deixa muito claro sobre o que eles querem. Têm a sua visão e suas prioridades claramente, e também a sua hierarquia. Eles estão trabalhando de muitas maneiras a fim de que não sejamos capazes de nos conectar com a espiral Quinto Mundo em 2012.

No lado da luz todos pensam que são os mais importantes, que os seus próprios entendimentos, ou de seu grupo, são a chave. Há uma diversidade de culturas e opiniões, para que haja concorrência, e difusão, e não único foco. "

Como o Sr. vê Barrios, "o lado nocivo trabalha para bloquear a fusão através da negação e do materialismo. Ele também trabalha para destruir aqueles que trabalham com a luz para chegar a Terra a um nível superior. Gastam a energia da idade, declinando para o Quarto Mundo, o materialismo. Eles não querem que mude. Eles não querem a fusão. Eles querem permanecer neste nível, e têm medo de o próximo nível. O poder nocivo do mundo em declínio mas, não pode ser destruído ou subjugado. É muito forte e claro esse aviso, querer destruir o poder escuro ou sujga-lo é a estratégia errada. A escuridão só podem ser transformada quando confrontada com a firmesa de caráter, simplicidade e coração aberto. Este é o que leva a fusão, um conceito-chave para o Mundo do Quinto Sol ".

Barrios disse que a era emergente do Quinto Sol vai chamar a atenção para um elemento muito negligenciado. Considerando que os quatro elementos tradicionais da terra, ar, fogo e água dominaram várias épocas no passado, haverá um quinto elemento que contar com, no tempo do Quinto Sol: éter. O dicionário define como o elemento éter rarefeito dos Céus. Éter é um meio. Ela permeia todo o espaço e transmite ondas de energia em uma ampla gama de frequências, de celulares a aura humana.

O que é "etérea" está relacionado às regiões para além da terra: os céus. Éter, o elemento do Quinto Sol, é celestial e com falta de substância material, mas não é menos real do que a madeira, pedra ou carne. "Dentro do contexto de éter pode haver uma fusão entre as polaridades", o Sr. Barrios disse. "Não há mais luz na escuridão ou o povo, mas uma fusão elevada.

Mas agora o reino das caos não está interessado nisso. Ele é organizado para bloqueá-lo. Procuram desequilibrar a Terra e seu ambiente e assim estaremos despreparados para o alinhamento em 2012. Precisamos trabalhar juntos pela paz e equilíbrio com o outro lado. Precisamos cuidar da Terra que alimenta e nos abriga. Precisamos colocar toda nossa mente e coração em busca da unidade e fusão agora, para enfrentar o outro lado e preservar a vida, para estar pronto para este momento da história. "

Sr. Barrios disse a seu público em Santa Fe que estamos em um momento crítico da história mundial."Estamos incomodados", disse ele. "Nós não podemos jogar mais. Nosso planeta pode ser renovado ou devastado. Agora é a hora de acordar e tomar medidas. Todos são necessários. Vocês não estão aqui por razão nenhuma. Todo mundo que está aqui agora tem um propósito importante. Este é um trabalho duro, mas o tempo também será especial. Temos a oportunidade de crescimento, mas devemos estar prontos para este momento da história ".

Sr. Barrios ofereceu uma série de sugestões para ajudar as pessoas a andar em equilíbrio ao longo dos anos pela frente.

"As mudanças profetizadas vão acontecer", disse ele "mas a nossa atitude e ações determinam quão duras ou leves que elas serão. Precisamos agir, fazer alterações, eleger pessoas para nos representar que compreendem e que tomarão as medidas políticas a respeito da terra. Meditação e a prática espiritual é bom, mas também há ter ação. É muito importante ser claro sobre quem você é, e também sobre sua relação com a Terra.

1) Desenvolver-se de acordo com sua própria tradição e do apelo de seu coração.

2) Mas lembre-se de respeitar as diferenças e lutar pela unidade.

3) Comer com sabedoria. Um monte de comida é corrupto em qualquer forma sutil ou grosseira. Preste atenção ao que você está colocando em seu corpo.

4) Aprenda a conservar os alimentos, e conservar energia.

5) Aprenda algumas técnicas de respiração boa, então você tem o domínio de sua respiração.

6) Seja claro. Siga uma tradição com raízes grandes. É importante não só o que a tradição, ou seu coração vai lhe dizer, mas deve ter raízes grandes.

7) Vivemos em um mundo de energia. Uma tarefa importante neste momento é aprender a ver o sentido ou a energia de todos e de tudo: pessoas, plantas e animais.

Isto torna-se cada vez mais importante à medida que se aproximam do mundo do Quinto Sol, pois está associada ao elemento éter - o reino onde vive energia e tece a vida.

Ir para os lugares sagrados do mundo para rezar pela paz, e respeitar a Terra que nos dá comida, roupa e abrigo. Precisamos reativar a energia desses lugares sagrados. Esse é o nosso trabalho.
Uma técnica simples mas eficaz a oração é para acender uma vela branca ou azul-bebê colorido. Pense um momento em paz. Diga a sua intenção para a chama de enviar à luz para os líderes que têm o poder de fazer a guerra ou a paz. Nós temos trabalho a fazer. "

Segundo o Sr. Barrios este é um momento de crucial importância para a humanidade, e para a terra. Cada pessoa é importante. Se você tiver encarnado para esta época, você tem o trabalho espiritual para equilibrar o planeta. Ele disse que os idosos têm aberto as portas para que outras raças possam vir ao mundo maia para receber a tradição.
"Eles sabem", disse ele, "que o destino do mundo está relacionado com o destino de todo o mundo. A maior sabedoria está na simplicidade", ... . "O amor, o respeito, a tolerância, a partilha, gratidão, perdão. Não é complexo e elaborado. O conhecimento real é gratuito. É codificado em seu DNA. Tudo que você precisa está dentro de você. Grandes professores disseram desde o início; Encontre o seu coração , e você vai encontrar o seu caminho. "
Carlos Barrios é o autor de O Livro do Destino: Destravando os segredos dos antigos maias ea profecia de 2012

A Terra está passando por um fluxo grande de restos do cometa Swift-Tuttle, e cada vez que uma partícula de poeira do cometa atinge a atmosfera da Terra - flash! - Não é um meteoro. Meteorologistas dizem que o chuveiro do pico quinta-feira, 12 de agosto, e sexta-feira, 13 agosto. Você pode ver Perseids esvoaçando no céu a qualquer momento entre cerca de dez horas na quinta-feira à noite eo nascer do sol na manhã de sexta-feira. Os observadores que se afastar das luzes da cidade pode esperar para contar dezenas de meteoros por hora, especialmente durante as horas de escuridão antes do amanhecer. Sintonize http://spaceweather.com para a cobertura completa do chuveiro, incluindo um radar meteoro ao vivo, uma cam bola de fogo ", conta atualizada de meteoros e imagens de todo o mundo. Bônus: Se você sair um pouco mais cedo na quinta-feira à noite, em torno do sol, você verá um encontro bonito dos planetas no céu do sol - Venus, Marte, Saturno ea Lua Crescente. É uma bela maneira de começar um relógio de meteoros.
 
traduzido por Maria Inez Siqueira.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010



ORAÇÃO DAS FADAS
 Espírito de sabedoria, cujo sopro dá e retorna a forma de todas as coisas; tu, diante de quem a vida dos seres é uma sombra que muda e um vapor que passa; tu que sobes às nuvens e que caminhas nas asas dos ventos; tu que expiras, e os espaços sem fim são povoados; tu, que aspiras, e tudo o que de ti vem a ti volta: movimento sem fim na estabilidade eterna, sê eternamente bendito. Nós te louvamos e te bendizemos no império móvel da luz criada, das sombras, dos reflexos e das imagens, e aspiramos incessantemente à tua imutável e imperecível claridade. Deixa penetrar até nós o raio da tua inteligência e o calor do teu amor: então o que é móvel ficará fixo, a sombra será um corpo, o espírito do ar será uma alma, o sonho será um pensamento. E nós não seremos mais arrastados pela tempestade, porém seguraremos as rédeas dos cavalos alados da manhã e dirigiremos o curso dos ventos da tarde, para voarmos diante de ti. Oh espírito dos espíritos, Oh alma eterna das almas, Oh sopro imperecível de vida, Oh suspiro criador, Oh boca que aspiras e expiras a existência de todos os entes, no fluxo e refluxo da tua eterna palavra, que é o oceano divino do movimento da verdade..

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Roda do Ano


Sabbats

Existem 8 sabbats que formam a Roda do Ano. Estes sabbats são divididos em dois grupos: Sabbats Maiores e Sabbats Menores. Os Sabbats Maiores reprensentam as pricipais festividades pagãs, enquanto os Sabbats menores representam os equinócios e solstícios do ano. Não existe entre os sabbats o mais ou menos importante, pois cada um trabalha uma energia diferente.

:: Sabbats Maiores

Candelária
Beltane
Lammas
Halloween
:: Sabbats Menores

Litha - Solstício de Verão
Ávalon - Equinócio de Outono
Yule - Solstício de Inverno
Ostara - Equinócio de Primavera


Calendário Lunar 2010


Janeiro
Dia 07 - Quarto Minguante
Dia 15 - Lua Nova
Dia 23 - Quarto Crescente
Dia 30 - Lua Cheia

Maio
Dia 06 - Quarto Minguante
Dia 14 - Lua Nova
Dia 20 - Quarto Crescente
Dia 27 - Lua Cheia

Setembro
Dia 01 - Quarto Minguante
Dia 08 - Lua Nova
Dia 15 - Quarto Crescente
Dia 23 - Lua Cheia

Fevereiro
Dia 05 - Quarto Minguante
Dia 14 - Lua Nova
Dia 22 - Quarto Crescente
Dia 28 - Lua Cheia

Junho
Dia 04 - Quarto Minguante
Dia 12 - Lua Nova
Dia 19 - Quarto Crescente
Dia 26 - Lua Cheia

Outubro
Dia 01 - Quarto Minguante
Dia 07 - Lua Nova
Dia 14 - Quarto Crescente
Dia 23 - Lua Cheia
Dia 30 - Quarto Minguante

Março
Dia 07 - Quarto Minguante
Dia 15 - Lua Nova
Dia 23 - Quarto Crescente
Dia 30 - Lua Cheia

Julho
Dia 04 - Quarto Minguante
Dia 11 - Lua Nova
Dia 18 - Quarto Crescente
Dia 26 - Lua Cheia

Novembro
Dia 06 - Lua Nova
Dia 13 - Quarto Crescente
Dia 21 - Lua Cheia
Dia 28 - Quarto Minguante

Abril
Dia 06 - Quarto Minguante
Dia 14 - Lua Nova
Dia 21 - Quarto Crescente
Dia 28 - Lua Cheia

Agosto
Dia 03 - Quarto Minguante
Dia 10 - Lua Nova
Dia 16 - Quarto Crescente
Dia 24 - Lua Cheia

Dezembro
Dia 05 - Lua Nova
Dia 13 - Quarto Crescente
Dia 21 - Lua Cheia
Dia 28 - Quarto Minguante



Linha do Tempo da Bruxaria

Linha do tempo da Bruxaria

a.e.c = antes da era cristã
d.e.c. + depois da era cristã
Cerca de 12000 a 10000 a.e.c.
- Encontradas estatuetas de uma Deusa da Fertilidade;
- Pinturas ruprestres na França e Espanha descrevem danças circulares e um Deus (ou um sacerdote representando um Deus) vestindo peles de animais e chifres;
Cerca de 6000 a.e.c.
- A Bretanha tornou-se uma ilha – anteriormente, era unida ao continente europeu;
De 6000 a 5000 a.e.c.
- Início da agricultura no Oriente Próximo; antes viviam da caça (isso significa que o conceito de fertilidade da terra foi acrescentado ao da fertilidade humana e dos rebanhos – assim, novos ritos e crenças foram adicionados à religião e à magia);
- A agricultura também trouxe ao paganismo a importância do Sol e da Lua na vida das pessoas (colheitas, ciclos, morte, renascimento etc.);
3000 a.e.c.
- Neolíticos começam a se estabelecer na Bretanha (dizem que tais povos vieram do Norte da Ásia e, com isso, trouxeram consigo muitos cultos do Além Mundo, como por exemplo de Ísis e Osíris no Egito, em seus conceitos essenciais);
3350 a.e.c.
- Zodíaco de Glastonbury (sugere que as formas das colinas, rios etc ao redor de Glastonbury deram origem às figuras do zodíaco);
2000 a.e.c.
- Povos do início da Idade do Bronze chegam à Bretanha atraídos pelas minas de estanho;
- Construção dos aterros circulares;
1800 a.e.c.
- Construção de Stonehenge e da maioria dos monumentos megalíticos (que até hoje são lugares de poder para cultos pagãos);
1103 a.e.c.
- Refugiados de Tróia fundam Londres (data aproximada);
Século V a.e.c.
- Povos célticos da cultura hallstadt da Idade do Ferro invadiram a Bretanha e ocuparam partes do sudeste. Trouxeram armas de ferro e utensílios, e acredita-se que tais povos trouxeram os druidas como seus sacerdotes, mas é possíveis que os druidas fossem sacerdotes de tribos ainda mais antigas;
55 a.e.c.
- Tentativa fracassada de Júlio César de conquistar a Bretanha;
37 d.e.c.
- José de Arimatéia, com alguns companheiros, refugia-se da Palestina depois da crucificação e funda a primeira igreja cristã na Bretanha, em Glastonbury;
43 d.e.c.
- Um exército romano desembarca na Bretanha e ocupa o país durante 40 anos;
61 d.e.c.
- A Revolta de Boudicca (Boadicea);
- Massacre dos druidas pelo Império Romano;
120 d.e.c.
- A Bretanha é incorporada ao Império Romano por meio de tratado;
324 d.e.c.
- Por decreto do Imperador Constantino, o Cristianismo torna-se a religião oficial do Império Romano;
410 d.e.c.
- Queda de Roma e fim do domínio romano na Bretanha (foi neste quinto século que o rei Arthur deve ter vivido, caso tenha tido uma existência histórica);
553 d.e.c.
- O Conselho de Constantinopla declara a doutrina da reencarnação como sendo uma heresia;
597 d.e.c.
- Santo Agostinho traz o Cristianismo Papal para a Bretanha, agora extensivamente estabelecido entre os anglos, saxões, jutos e dinamarqueses;
607 d.e.c.
- recusa dos cristãos célticos em reconhecer a supremacia de Roma;
- Massacre dos bispos célticos;
- Incêndio da biblioteca de Bangor;
Século VIII
- “Liber Poenitentialis”, de Theodore, proibe a prática da dança usando máscaras de animal, especialmente as de animais de chifres (as pessoas tinham o costume de dançar usando máscaras, como os pagãos faziam);
900 d.e.c.
- O Rei Edgar lamentou o fato de que os Antigos Deuses eram muito mais adorados em seus domínios do que o Deus cristão;
906 d.e.c.
- Regino, em seu “De Eclesiástica Disciplinis”, apresenta o famoso “Canon Episcopi”, denunciando as “mulheres más” que cavalgavam pela noite “com Diana, a deusa dos pagãos”, obedecendo-a como uma deusa e sendo chamados ao seu serviço em certas noites. Esse texto serviu de autorização para a morte de milhares de pessoas;
1066: A conquista Normanda;
1090 a 1270: A era das Cruzadas que terminou em fracasso;
1100: Morte de William Rufus (que provavelmente era um pagão);
1207: Papa Inocêncio III começou a pregar a Cruzada Albigense, dirigida contra os cátaros no Sul da França;
1234: Extermínio dos Stendigers;
1290: Eduardo I expulsa os judeus da Bretanha;
1303: O Bispo de Coventry foi acusado de Bruxaria pelo papa;
1307 a 1314: Perseguição dos Cavaleiros Templários;
1316 a 1334: Período do papado de João XXII, autor de alguns dos primeiros decretos formais contra a Bruxaria;
1324: Julgamento de Dame Alice Kyteler pelo Bispo de Ossory. Ela refugiou-se na Bretanha, onde tinha amigos “bem colocados”; diziam que o Bispo era um deles e a julgou depois que esta cortou relações;
1349: Fundação da Ordem da Jarreteira por Eduardo III (que pode ter sido pagão);
1406: Rei Henrique IV instrui o Bispo de Norwich a procurar e prender as bruxas e feiticeiros na sua diocese;
1430: Julgamento de Joana D’Arc;
1484: Bula Papal do Papa Inocêncio VIII, “Summis desiderantes affectibus”, um ataque feroz aos hereges e bruxas);
1486: Publicação do “Malleus Malleficarum”, sinal da perseguição severa e difundida;
1541: A lei da Bruxaria foi aprovada no reinado de Henrique VIII. Isso indica que as bruxas eram reconhecidas como uma seita herética e confirma a velha história da “era das fogueiras”;
1547: A lei de Henrique VIII foi revogada por Eduardo VI;
1562: Outra lei da Bruxaria foi aprovada, no reinado de Elizabeth I. Na primeira ofensa, a punição era a exposição ao ridículo e, depois de três condenações, morte;
1563: O Parlamento da Rainha Mary, Rainha dos Escoceses, aprovou uma lei decretando morte às bruxas, o que resultou em uma média de 200 mortes por ano, durante um período de 39 anos. Durante os 9 primeiros anos, os números não chegavam a tanto, mas entre os anos de 1590 a 1593, as mortes chegaram a 400 por ano;
1584: Primeira edição de “Discoverie of Witchcraft”, primeiro livro a abordar a Bruxaria de forma racionalista e longe dos absurdos pregados; James I ordenou que o livro fosse queimado;
1597: James VI da Escócia publicou em Edimburgo seu tratado de Demonologia e Bruxaria, o que significa apoio da realeza à caça às bruxas;
1604: A Lei da Bruxaria de James I, a mais severa já introduzida na lei civil inglesa. Havia uma lista de 3 mil bruxas que foram executadas e, a partir daí, o número de execuções anuais foi para 500 (apenas na Bretanha). Durou muitos anos;
1644: Matthew Hopkins começou seu negócio como “General Caçador de Bruxas”, transformando-o em uma carreira lucrativa, oferecendo 20 xelins por bruxa encontrada; em seguida, ele teve vários imitadores;
1681: Lançamento do livro “Sadducismus Triumphatus”, em resposta à crescente descrença das pessoas mais instruídas a respeito da caça às bruxas; tinha-se tornado algo enfadonho;
1711: Último julgamento de Bruxaria na Grã-Bretanha. Jane Wenham foi julgada e considerada culpada pelo júri, condenada à morte, porém, o juiz não aceitou as provas e revogou o caso, libertando-a;
1722: Uma idosa foi queimada como bruxa em Domoch, na Escócia. Esta foi a última execução judicial na Escócia;
1735: No reinado de George II, a lei de Bruxaria de 1735, a qual dizia que, na verdade, a Bruxaria não existia e que ninguém deveria ser processado por isso no futuro, mas quem “fingisse” ter poderes paranormais deveria ser processado como impostor;
1749: Girolamo Tartarotti publicou o livro “Del Congresso Nottorno delle Lammie”, afirmando que a Bruxaria era derivada do antigo culto a Diana e fez uma distinção entre esta e a magia cerimonial, que procurava conjurar demônios; foi um dos primeiros escritores a tomar essa linha;
1809: Velhas idéias ainda persistem na escócia, quando é publicado o Dicionário de Brown, dizendo que uma bruxa é aquela que tem ligações com o diabo;
1848: O Espiritualismo moderno foi fundado como resultado das investigações dos fenômenos produzidos pelas irmãs Fox na América (tais fenômenos já tinham ocorrido antes, mas jamais foram investigados). A Igreja denunciou o Espiritualismo como “diabólico”;
1857: Allan Kardec reintroduziu publicamente a antiga doutrina da reencarnação na Europa;
1892 a 1897: Dr. Charles Hacks e Gabriel Jogand publicaram na França uma série de “revelações acerca do Satanismo”, com o máximo de sensacionalismo, mas nas quais o clero acreditava piamente. A maioria das descrições modernas de “Satanismo” são, na verdade, baseadas em tais “revelações”;
1921: A Dra. Margaret Alice Murray publica o famoso “Culto das Bruxas na Europa Ocidental”, seguido de “O deus das Feiticeiras”. Nesses livros, a autora declarou que a Bruxaria era o que restou das antigas religiões pagãs dos europeus, e não um culto ao diabo;
1939: Data aproximada em que Gardner começou a praticar Bruxaria;
1948: Publicação de “A Deusa Branca”, de Robert Graves, sobre as culturas de culto à Deusa;
1949: Gerald Gardner, sob o pseudônimo “Scirce”, publicou um romance histórico chamado “High Magic’s Aid”. pelo que consta, era o primeiro livro escrito por um bruxo iniciado;
1951: Revogação das últimas leis anti-Bruxaria na Inglaterra;
1954: Publicação do livro “A Bruxaria Hoje”, de Gerald Gardner, o primeiro livro falando realmente sobre quem eram as bruxas e o que faziam;
1955: Uma mulher foi queimada como bruxa no México, a 85 milhas do Texas, sob as ordens de um sacerdote local, realizada pela polícia da cidade;
1963: Iniciação de Raymond Buckland no coven de Gardner;
1963 a 1965: Introdução da Wicca nos Estados Unidos por Raymond Buckland;
1964: A Wicca Alexandrina, ramificação da Gardneriana, entra nos Estados Unidos;
1971: Publicação do livro “Witchcraft From Inside”,d e Raymond Buckland; no mesmo ano, foi publicado o livro “What Witches Do”, dos Farrar;
1974: Publicação do “Livro das Sombras” de Lady Sheeba, uma versão do BOS gardneriano; no mesmo ano, Raymond Buckland publica “The Three”, afirmando que não existe nenhum problema em um bruxo iniciar a si mesmo e montar um coven, mesmo sem estar preparado para tal; depois deste livro, outros sugerindo o “como se iniciar” surgiram no mercado, aproveitando a onda;
1975: Início dos festivais pagãos, tais como o Pagan Spirit Gathering e o Pan Pagan, que duram até hoje; outros festivais foram surgindo durante a década seguinte;
1979: Publicação de “Dança Cósmica das Feiticeiras”, de Starhawk;
1996: Estréia do filme “Jovens Bruxas”, inspirado na religião Wicca;
1997: Lançamento da série Harry Potter que, junto com a internet, impulsionou um verdadeiro boom de buscas e informações sobre Bruxaria no mundo cada vez por mais pessoas;

QUEM SOMOS NÓS BRUXAS

O que as bruxas e bruxos NÃO fazem:
- Bruxas não fazem pacto com o diabo.
- Bruxas não reverenciam, adoram ou celebram a entidade conhecida como diabo ou satã.
- Bruxas não usam fetos abortados em rituais.
- Bruxas não renunciam ao Deus cristão, apenas acreditam em outra forma de divindade.
- Bruxas não são sexualmente anti-convencionais.
- Bruxas não fazem uso de drogas rituais.
- Bruxas não forçam ninguém a fazer algo que não queiram.
- Bruxas não querem converter o mundo para a sua religião.
- Bruxas não profanam igrejas.
- Bruxas não realizam “missas negras”.
- Bruxas não cometem crimes em nome de sua religião.
- Bruxas não comem criancinhas.
- Bruxas não voam em vassouras.
- Bruxas não são verdes.
- Bruxas não acreditam que sexo seja pecado.
- Bruxas não realizam orgias rituais, pois o sexo é visto como sagrado.
O que as bruxas e bruxos fazem:
- Plantam ervas em seu quintal para fins curativos e culinários.
- Conversam e se comunicam com as plantas e animais.
- Celebram a virada das estações do ano.
- Celebram as fases da Lua.
- Relacionam a sua menstruação às fases lunares.
- Honram todos os alimentos, de carnes a vegetais.
- Têm seu corpo como sagrado.
- Sexo por amor e por prazer, por ser algo natural.
- Bruxas acreditam em reencarnação.
- Bruxas honram deuses e deusas.
- Bruxas respeitam todos os seres vivos em igual importância.
- Bruxas repudiam o proselitismo.
- Bruxas servem à Terra.
- Bruxas repudiam qualquer forma de preconceito.
- Bruxas são cidadãs.

CORDÕES ENERGÉTICOS

Os cordões energéticos nada mais são que ligações eletromagnéticas que se estabelecem em nível espiritual, ou melhor, são ondas magnéticas projetadas por espíritos encarnados e desencarnados. Na prática podemos dizer que os cordões energéticos são projeções emocionais e dependendo da intensidade desse sentimento ou pensamento projetado ações imediatas e fortíssimas são provocadas. Portanto, se as projeções que enviamos para determinada pessoa forem positivas “axé”, mas se forem negativas terão a capacidade de destruir um projeto de vida. Isso é muito sério! Os cordõ0046es energéticos podem acontecer entre espíritos encarnados e desencarnados, entre desencarnados e encarnados, entre encarnados e encarnados e entre desencarnados e desencarnados, ou seja, é só um ser sentir e pensar que está projetando e recebendo cordões, esteja ele encarnado ou desencarnado.
Acredito que ninguém vai ficar preocupado se estiver recebendo algum tipo de cordão positivo, não é mesmo? Mas e os cordões negativos? Já sabemos que eles podem ser perigosos, então como fazer para cortá-los? Infelizmente, os cordões negativos podem ser mais difíceis de cortar do que a ação de uma magia negra propriamente dita. Essa dificuldade existe pois para cessar cordões negativos é necessário que o receptor de tais cordões tenha duas atitudes bastante simples na teoria mas que poucas pessoas estão dispostas ou conseguem verdadeiramente colocar em prática.
A Primeira atitude a ser tomada é o PERDÃO, ou seja, o amor incondicional. Sempre que sentirmos uma ação negativa deste nível é necessário projetarmos a mais pura compaixão a fim de positivar o emocional da pessoa emissora do cordão, seja ela quem for, sem julgamento e sem um sentimento de obrigatoriedade. Só o amor é capaz de transformar. A segunda atitude é o EQUILÍBRIO, pois, como diz a Lei Universal da Afinidade, só recebemos aquilo que merecemos ou que estamos em afinidade. Se o receptor estiver em boa vibração e em bom equilíbrio não há cordão negativo que consiga envolvê-lo, é uma questão de magnetismo, portanto só depende mesmo de nós.
Saibam que nossos chacras são os polos eletromagnéticos captadores e emissores de energias e é por eles que enviamos ou recebemos as ondas vibratórias que dão origem aos cordões energéticos. Por isso é importante que nossos chacras estejam limpos e desobstruídos para serem bons receptores e emissores. Podemos limpá-los com bonsbanhos de ervas, por exemplo.
Alguns tipos de cordões  podem energizar ou retirar energias, estimular ou paralisar, curar ou adoecer, magnetizar ou desmagnetizar, e assim por diante. Na quinta-feira falaremos um pouco mais sobre cordões energéticos e vocês conhecerão os tipos de cordões existentes. Mas antes disso gostaria que vocês pensassem em algumas coisas:Que tipo de cordões você está projetando, negativos ou positivos? Você já pensou que talvez possa estar prejudicando a vida de outras pessoas “apenas” com pensamentos? Se você sentir que neste momento determinada pessoa está te enviando um cordão negativo será fácil praticar as duas atitudes capazes de cortar este cordão?
Pensem, façam comentários, perguntem, criem sugestões para minimizar este problema. Vamos discutir este assunto pois realmente vale a pena !!

HORA DO CHÁ


Em qualquer temperatura, nada melhor que um chá, e como as plantas estão na terra para nos ajudar. Porque não aproveitarmos um pouco da bondade da Deusa e tomarmos um delicioso chá!






CHÁ PARA AFASTAR A NEGATIVIDADE: 

*Casca de uma maçã

*Hortelã

*Mel

Faça um chá com a casca de maçã, assim que ele ferver acrescente um punhado de folhas de hortelã e deixe esfriar. Beba imaginando toda a energia negativa se dissolvendo e limpando sua áura, se preferir adoçe com mel. 





CHÁ PARA CONCENTRAÇÃO:

*Uma sodalita

*Camomila

*Mel

Faça um chá com a camomila e energize a sodalita (que já deve estar devidamente limpa). Quando coar o chá, adoce-o com mel e jogue a sodalita na infusão. Respire profundamente 3x e beba o chá bem devegar, com cuidado para não engolir a pedra. Ao terminar, lave a pedra em água corrente, olhe para ela e diga:

"Em você agora eu me concentro. Minhas forças se dirigem sabiamente para um objetivo. Sou concentrado"

Coloque a sodalita em cima de alguma coisa que represente em que você deseja se concentrar, por exemplo, se for em estudos coloque em cima de um livro em que tenha dificuldade.



POÇÃO PARA AUMENTAR A CORAGEM:

*Limão cortado em cruz

*Uma rosa branca

*Mel

*Uma água marinha (cristal)

Na hora de Marte, prepare este chá simples para ter mais coragem para enfrentar os problemas. Acenda um incenso de bálsamo, que tem propriedade de acalmar e harmonizar ambientes carregados, além de dar inspiração e beneficiar o relaxamento.

Deixe tudo em infusão em água quente por alguns minutos. Depois , beba lentamente dizendo: "Eu afasto o medo de mim"

Retire a água marinha depois de beber e lave em água corrente e carrege-a consigo.


Tarot on line

Quem tiver uma pergunta, faça via comentário que responderei com o maior prazer e respeito!!!
BLESSED BE

O jardim chamado VIDA!!

Estive dia desse em companhia de uma amiga muito querida em meu coração e alma, talvez nem mesmo ela saiba disso.
Ao sair de sua casa, pensei muito, saí de lá meio abalada com sua tristeza, mas ainda assim, encantada com sua beleza doce e suave!
Esse encontro me fez pensar muito sobre a vida e a morte física e o quanto nós negligenciamos nosso caminhar nessa breve existência física.
Sabemos que temos um caminho a seguir, que temos uma missão à cumprir e sempre adiamos ou deixamos de lado com a desculpa de cuidarmos dos "outros" que estão à nossa volta.
Nesse jardim chamado vida, esquecemos que apenas regar as plantas não a fazem crescer forte. Deixamos de adubar a terra para que ela se torne fértil para nossas sementes,  adubar com amor, respeito e compaixão. Não cortamos as ervas daninhas, que podem ser pessoas, sentimentos, situações...não podamos seus galhos para que as flores e os frutos venham em abundância, ou seja, não cortamos aquilo que nos fazem mal, sequer limpamos nossos canteiros, nossas hortas. Sempre temos desculpas para chegarmos ao fim de nossa caminhada terrena com os olhos cheios de lágrimas e nossa alma pesada por culpa e desencanto.
Precisamos aprender e nunca mais esquecer que nosso tempo aqui é curto e nossa vida física tão delicada que passa feito rajada de vento!
Temos que ensinar nossas crianças que o mais importante é preparar o jardim durante toda a caminhada, plantar as plantas mais belas, que dão flores perfumadas, mas também as ervas para fortalecer nosso espírito, tornando-o pronto para receber os ensinamentos que com o passar do tempo tornan-se naturalmente de mais fácil aprendizado, se tratarmos nosso jardim com respeito e amor.
Nossa vida tornaria-se mais amena, nosso caminhar mais tranquilo, nosso sorriso mais aberto e nossa confiança em nós mesmos fortalecida!
Somos jardineiros de nosso próprio jardim e ajudamos também nos jardins que passam por nós durante nossa jornada terrena.
Precisamos entender que podemos e temos de amar toda criatura, mas nem por isso temos de tê-las todas por perto. Somos inteligentes o suficiente para termos apenas do nosso lado, jardineiros que tenham o mesmo amor em seus corações e mãos...somente assim as flores nascerão e seu perfume será espalhado pelo caminho, fazendo com que nossos companheiros de viagem também consigam ser privilegiados com o odor de nossos corações!
Amigos e irmãos, sejamos sempre conscientes de nossas responsabilidades para conosco e também para com nossos semelhantes, pois sempre podemos transformar jardins e consequentemente VIDAS!
SEJAM SEMPRE ABENÇOADOS!!!

Rose